sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Compartilhando os meus desafios com vocês - Claudia

Viver é Compartilhar

Meus queridos leitores-amigos do Conexões de Amor
Estive afastada do nosso blog por este longo período (pelo menos assim o sinto), devido ao meu tratamento de saúde. Como compartilhei antes com vocês, porque acho muito importante a troca de experiências de vida nos seus vários níveis, há 5 anos faço quimioterapia quinzenalmente para tratar a recidiva do câncer de mama que tive há 11 anos atrás.


Infelizmente as drogas que podem nos curar, deixam também um grande rastro da sua toxicidade, que é cumulativa, e não há como não sentir esses efeitos cada vez mais presentes ao longo destes anos de tratamento.


A aplicação anterior a que fiz ontem, quando recebi 2 drogas, costuma me deixar especialmente "baqueada", e a única forma do meu corpo se recuperar é hibernando literalmente, parar tudo, exceto as necessidades básicas para se manter na luta pela sobrevivência, e esta necessidade de hibernar consegue ser imperativa sobre toda a minha grande vontade de trabalhar pelo nosso blog, de ir regularmente ao meu trabalho, enfim, de manter o ritmo da vida o mais próximo ao normal possível dentro da realidade que vivo.


Espero não ter sido excessiva nas minhas colocações, mas considero tanto cada um de vocês que chegam e se identificam com o Conexões de Amor, agradeço sempre de todo coração poder viver essa troca, que me sinto a vontade e no dever de explicar para vocês o motivo destes meus "sumiços".


Com todo meu amor fraterno, Claudia

5 comentários:

  1. Ola, sou a Carla de Coimbra, Portugal. Vivo em União de facto faz Julho de 2010 tres anos, tenho uma bebe(menina) com 6 mesinhos de idade, já uma mulherzinha, dorme de momento.

    Tenho varios blogs, todos actualizados, encointrei este para ver textos bons de autores conhecidos, entre eles Charlie Chaplin, que gosto particularmente.

    Não sabia do teu estado de saude...não sei que te diga, mas deseja se sempre as melhoras.
    Gostava que me visitasses, gosto da escolha dos textos e da tua reflexão,parabéns.

    Vou te dar o mais actual(segundo), mas o que tem tudo quase de mim é o primeiro:

    http:amizadebasedoamor.blogs.sapo.pt - 1
    http:amizadeversusamor.blogs.sapo.pt - 2

    Visita me e permite me adicionar te.

    Gostei muito.

    Um bom fds acaso não nos falemos.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Não tomarei muito de seu tempo. Encontrei-o ao adentrar a lista de seguidores do Palavras de Osho (blog com o qual tenho me identificado). E visto o ecletismo dos seguidores deste blog, decidi divulgar o meu atual trabalho, que se trata de meu primeiro microconto “O Aparelho Digestório”. Caso se interesse e me visite, será um imenso prazer retornar a esta casa com mais tempo, atenção e calma.

    Forte abraço de Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog divulgando e dando o recado!

    ResponderExcluir
  3. oi Claudia!não nos conhecemos,ms ja sei como você é guerreira, coração e luz. Parabéns pelo lindo blog,sei o que você diz sobre a quimioterapia,minha mãe passou por isto,eu vivi a vida da minha mãe como se fosse a minha.Não tenho experiencia com blog, ms estou fazendo o meu,é uma forma de distraçao,tento fugir dos pensamentos triste.beijos http://eucharme.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Olá Claudia!!!O email está no nome do meu marido. Fiquei muito emocionada qdo ao procurar uma foto de anjo., sendo a do blog a que me atraiu, deparei com tua situação que é a que vivi a poucos meses atrás. Durante o ano de 2009, diz quimio, cirurgia, rádio e agora medicação para ca de mama. Foi tudo muito dificil, mas creio que resisti bravamente, graças a fé que encontrei em mim, que era desconhecida até então. Pelo apoio de familiares e grandes amigos. Fiquei encantada com as mensagens que li no blog. Gostaria de manter contato contigo. Acredito que tens muito a me ensinar e quem sabe eu tb possa trocar experi~encias contigo. Aprendi que temos que ser guerreiros que lutam além do problema fisico, com nossa alma, que por vezes fica fragil e solitária. Ninguem compreende, por mais que tente, o quão dificil é passar cada dia e saber racionalmente o que deve ser feito.É uma luta solitária, rodeada de pessoas que amamos. Conte comigo. Seja sempre o suporte para ti mesma. Creia que somos especiais e vitoriosas. Um grande beijo para ti. Mari

    ResponderExcluir